Goiás

Salto de Corumbá em Goiás: Um lugar para quem ama a natureza!

Salto de Corumbá está localizado no município de Corumbá de Goiás, a 123 km de distância de Goiânia. É um passeio ideal para amantes da natureza. Possui sete cachoeiras com lagoas, poços e grutas. Todas acessíveis por trilhas. Lá é possível banhar-se nas águas do Rio Corumbá e curtir um dia recheado de muitas aventuras. 

Prepare as pernas que o local é enorme! Você vai andar muito!!! Mas terá uma recompensa incrível: paisagens maravilhosas, repletas de muito verde. Na foto abaixo, tirada da estrada, dá para você sentir um gostinho do que te espera! 

Salto de Corumbá em Goiás

Se você vai até lá com crianças, veja nosso post 10 Coisas para Fazer em Salto Corumbá com Crianças.

Abaixo você pode ver o restaurante na foto da esquerda e um bar que serve lanches, petiscos, bebidas e outros. Uma dica é levar dinheiro ou cartão de débito, pois não é aceito cartão de crédito. Como nosso tempo estava curto, não paramos para almoçar. Então não posso falar do restaurante. Somente petiscamos no barzinho. 

Caso queira ter uma ideia dos preços cobrados, pagamos R$ 14,00 por uma porção de batata-frita, R$ 30,00 por uma porção de frango a Kiev, R$ 4,00 um misto quente e R$ 9,00 milkshake. 

Salto de Corumbá em Goiás

O complexo possui duas piscinas grandes, um parquinho infantil e dois toboáguas. Desde que chegamos no Salto, meu filho já avistou os toboáguas. Não tivemos sossego até levá-lo lá. Na foto abaixo você pode ver uma das piscinas e se reparar no fundo da foto verá o toboágua. A caminhada até ele é bem tranquila. 

Salto de Corumbá em Goiás

Começamos nosso passeio pela cachoeira principal. A trilha até lá é de dificuldade média e tem 1,1 km. Existem algumas placas durante o trajeto dando informações acerca do caminho. 

A medida que fomos caminhando, fomos nos apaixonando cada vez mais pelo Salto. Repare na beleza da cachoeira principal, cercada de árvores, pedras, rio e muito verde. 

foto1

Após andarmos uns cinco minutos, avistamos a placa apontando para o Poço Rico e fizemos nossa primeira parada. Paramos mesmo só para apreciar a vista e tirar algumas fotos, pois já havíamos sido informados que o poço era muito fundo (16 metros de profundidade) e não recomendado para crianças. Como estávamos com meu pequeno, não quisemos arriscar. 

Um ponto que gostaria de parabenizar a equipe do Salto de Corumbá é a existência de salva-vidas em vários locais do complexo. O primeiro que vimos foi na frente deste poço. Isso transmite muito mais segurança para quem está visitando o local. 

Salto de Corumbá em Goiás

De lá continuamos andando em direção a atração principal do parque, a Cachoeira Salto de Corumbá, com uma queda de 50 metros de altura, que desagua num poço, onde é possível tomar banho. A melhor parte é que a água não passa da altura de nossos joelhos. No dia em que fomos estava bem gelada, não tive coragem de entrar. 

A trilha para chegar lá é de dificuldade média. Meu filho conseguiu fazer tranquilamente, sem dificuldades. Eu é que fiquei um pouco cansada, pois tinham algumas subidas que exigiam um pouco mais de habilidade. É importante levar água, pois não tem nada para comprar e certamente sentirá sede.  

trilhas

Mas a vista vale toda a caminhada. Me faltam palavras para descrever o tanto que gostamos! Não fotografei mas tinham duas pessoas fazendo rapel nas pedras do lado esquerdo desta cachoeira, acho que deve ser uma aventura e tanto para quem gosta. 

Nesta cachoeira também tinha um salva-vidas de plantão, mas ele não precisou entrar em ação, sorte nossa!

Salto de Corumbá em Goiás

Na frente da Cachoeira principal tem uma passarela de onde é possível apreciar a vista de todo o Complexo. Veja na foto abaixo o Rio Corumbá. 

Salto de Corumbá em Goiás

Não tem como não se apaixonar por esta cachoeira. Ainda existe uma trilha que leva até o topo dela, mas não fizemos, pois não daria tempo. Fica para uma próxima vez. Ficamos pouco mais de uma hora por lá quando decidimos continuar nossas andanças no parque. 

Salto de Corumbá em Goiás

Voltamos e paramos um pouquinho no barzinho para descansar e recarregar as energias. E voltamos a explorar as atrações. 

Desde que chegamos no local o Gabriel viu o toboágua e estava super ansioso para ir até lá. Então decidimos matar sua vontade e fomos.  Tinham dois toboáguas um escuro, mais radical e o outro aberto. Ficamos lá por volta de meia hora e perdemos as contas de quantas vezes nosso pequeno subiu e desceu. Ele gostou mais do aberto. Mais outro ponto positivo para o Salto: a presença de salva-vidas também neste local. 

Sorte que de lá já estávamos no caminho da gruta, andamos mais aproximadamente 800 metros e chegamos num local maravilhoso! Lindo!!! Na gruta existe uma pequena queda d’água que deságua num lindo poço de águas claras porém geladíssimas, aproximadamente 15°. A caminhada até lá é menor do que até a Cachoeira anterior, mas a trilha requer um pouco mais de habilidade. 

Salto de Corumbá em Goiás

Meu marido e minha cunhada nadaram no poço e se aventuraram um pouco, pois existe um tipo de caverna escondida e eles puderam entrar e apreciá-lá. 

Nesta gruta meu pequeno corajoso entrou pela fenda existente e foi até a caverna num salão pequeno, notamos a felicidade dele pela conquista de atravessar a fenda e pela aventura realizada. Vimos algumas pessoas brincando no local, entravam no poço, iam nadando até a caverna e de lá passavam por esta fenda, ao invés de ter que nadar tudo novamente, pois o poço é fundo e não dá pé. 

fotorcreated

Quando saímos da gruta já estava escurecendo. Fomos caminhando em direção a saída, mas ainda fizemos uma parada para apreciarmos o Rio Corumbá, quando nos deparamos com outra cachoeira. Não dava tempo de andar até a parte inferior para vê-la direto, mas pela foto abaixo dá para ver o tanto que é bonita. 

Salto de Corumbá em Goiás

Para quem pretende aproveitar tudo o que o Complexo tem a oferecer, o ideal é ficar pelo menos dois dias, assim dá tempo de conhecer tudo com calma. Existem duas possibilidade: se hospedar numa pousada super aconchegante com piscina aquecida, ou acampar às margens do Rio Corumbá.

Quem pretende acampar pagará R$ 85,00 por pessoa para duas noites ou R$ 60,00 para apenas uma noite, aos finais de semana. Já quem gosta de um pouquinho mais de conforto, tem a opção da pousada, com valores a partir de R$ 451,00  por casal, aos finais de semana. Caso queria fazer sua reserva pelo Booking, consulte aqui. 

Booking.com

No dia em que visitamos o Salto, vimos muitas famílias acampando lá. Deve ser uma experiência gratificante acordar e estar próximo de tanta natureza. Mas passeio bom é o que fica com gostinho de quero mais. Meu marido já saiu de lá querendo voltar, mas para acampar, não só para passar o dia. 

Informações

Endereço: BR 414, km 383 – Corumbá de Goiás

Site: Salto Corumbá

Horário de Funcionamento: todos os dias das 8 às 18 horas 

Ingresso: R$ 38,00 aos finais de semana (valor em junho de 2017) e R$ 33,00 em dias de semana. Consulte o valor atual: Tarifário. Crianças abaixo de 1,35 metros não pagam. 

Reservas: Faça sua reserva aqui  

Distância: De Goiânia: 123 km  – acesso pela BR-153 e depois pela BR-414. A estrada está em bom estado de conservação e tem um pedágio durante o trajeto no valor de R$ 4,30. De Brasília: 119 km – acesso pela BR 070 e depois pela BR-414.

Agradecemos ao Salto de Corumbá que por ter nos proporcionado um dia super agradável junto à natureza. 

Banner 11

Talvez você se interesse por nossos outros posts 5 Parques em Goiânia que AdoroFeira do Cerrado – A Melhor Feira de Artesanato em GoiâniaMuseu Pedro Ludovico em GoiâniaO que Fazer em Goiás Velho.

Se gostou deste Post ou de outros e vai Viajar, faça sua Reserva de Hotéis ou Compre sua Passagem na Guia de Passagens e Hotéis, pois você não paga nada a mais e ainda ajuda nosso site a continuar dando boas dicas de viagens!

Gostou da Dica? Então acesse o Facebook e curta nossa página!

Contadora de números e de histórias, funcionária pública, que encaixou em sua rotina maluca seu novo hobby: escrever um blog. Ficou viciada em viagens há três anos quando fez uma viagem inesquecível para a Europa e de lá pra cá não conseguiu mais parar de viajar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Tem Alguma Dúvida? Gostou? Então Fale Com a Gente:

21 Comentários

  1. Cris disse:

    Excelente matéria! Deu vontade de estar lá agorinha! Parabéns, Carol! ❤️️

  2. Sil Mendes disse:

    Um post super completo, com muitos detalhes e fotos lindas desse lugar maravilhoso e perto de Brasília. Parabéns!

  3. Com essas dicas ficou fácil! Muito obrigado por compartilhar essas preciosas informações desse belo local! Recomendo também esse video feito com um Drone para quem que ter uma visão panorâmica do Salto Corumbá. Segue o link: https://www.youtube.com/watch?v=TA21wozWCEA

  4. Carol, que delícia foi ler seu post sobre o Salto do Corumbá. Eu já trabalhei muito na região, subi e desci essa cachoeira várias vezes, mas nunca fui somente a lazer e seu relato está super detalhado e com certeza vai ajudar muita gente a aproveitar essas belezas. Vou compartilhar!

  5. Bruno Costa disse:

    Parabéns pelo artigo, ficou muito bom. Amo cachoeiras / grutas e nunca tinha ouvido falar desse local. Achei incrível! Além de parecer ter uma excelente estrutura para receber os turistas.

  6. Deve ser bem bacana acampar por lá, hein? E fazer rapel na cachoeira também!!!
    Nada melhor para repor as energias do que ficar perto da natureza, tomar banho de cachoeira e ficar com a família. Parece um programa delicioso mesmo! =)

  7. Já estive no Brasil algumas vezes mas sempre na costa. Natal, Salvador e Rio de Janeiro. Todo um mundo de natureza e cascatas por descobrir… outras vezes irei!

  8. Como se eu não precisasse de mais motivos para regressar ao Brasil, vem você falar dessas trilhas onde nunca estive. Quero muito conhecer isso tudo! Que saudades do Brasil, hein… 🙂
    Obrigado pelas dicas, valeu! Grande abraço desde Portugal

  9. Uau! Quem gosta de natureza como eu pira com essas fotos! Que lugar lindo. Obrigada pelo post e pelas dicas, quando chegar a minha hora de ir vou dar aquela olhada!

  10. Keul disse:

    Já conhecia o salto de Corumba, mas você simplesmente ahazou no post. Descreveu muito bem em detalhes e fotos. Parabéns pelo post! Obrigada por compartilhar essas dicas. 🙂

  11. Marina Heimer disse:

    Que delícia de lugar! As crianças devem amar mesmo. Até eu, que já estou um pouco crescidinha, fiquei morrendo de vontade de aproveitar o toboágua, não julgo o Gabriel! Rs… Adorei o post!

  12. Que lugar legal! O nosso país tem tantas riquezas e muita gente nem sabe… Adorei o lugar e as fotos!

  13. Mapa na Mão disse:

    Nossa, tanto lugar bonito e especial no interior do nosso país que nem fazemos ideia, não é mesmo? Lindas paisagens, um prato cheio para os amantes da natureza. Nunca fui, fica a dica. Obrigada pelo post!

  14. Cristiane disse:

    Fui várias vezes em Salto de Corumba e cada vez acho mais bonito. Acampei há muitos anos atrás, o local tem toda infraestrutura. Amei….. pena que a água do rio é muito gelada e da gruta então…, sem comentários. Mais aproveitei muito. a beleza do lugar não tem igual. E como vc mesmo falou a vista das cachoeiras e gruta vele toda caminhada.