Rio de Janeiro

Entramos num Submarino de Verdade no Espaço Cultural da Marinha

Já pensou em entrar num submarino, num helicóptero e num navio de guerra? Então o Espaço Cultural da Marinha é o lugar onde você conseguirá fazer tudo isso e deve estar no roteiro de quem vai ao Rio de Janeiro. É um passeio incrível que agrada pessoas de todas as idades. Nós adoramos, quer saber como foi nosso passeio?

Em nossa viagem ao Rio pegamos uma frente fria na cidade e um dia de chuva. Por causa disso tivemos que fazer alguns ajustes em nossa programação. Em função disso, saímos de nosso hotel e fomos para o AquaRio. O tempo melhorou um pouco e resolvemos ir até o Espaço Cultural da Marinha. Chegamos lá, mas a maré estava alta, por isso não pudemos entra no Submarino nem no navio, somente pudemos visitar as áreas comuns. Então já fica uma dica: se o mar estiver agitado e a maré alta, você não conseguirá visitar nem o submarino nem o navio. 

Confesso que ficamos super decepcionados, pois queríamos muito entrar num submarino de verdade. Então tivemos que ajustar nossa programação para voltar outro dia. E assim fizemos.

Se você pretende visitar o Museu do Amanhã, programe-se para ir ao ECM no mesmo dia, pois ficam na mesma região. Fizemos isso. Fomos caminhando, o percurso foi de 1,5 km, mas foi bem tranquilo. 

Espaço Cultural da Marinha

O ECM está localizado nas antigas docas da Alfândega no centro do Rio de Janeiro. Foi inaugurado no ano de 1996. É um local aberto (então já dá para saber que não é uma boa opção para dias de chuva), onde estão expostas várias armas, bombas, um submarino, um navio, a NAU do Descobrimento, um helicóptero e de onde são feitos passeios de barco pela Bahia de Guanabara e para a Ilha Fiscal. 

Submarino-Museu Riachuelo

Esse submarino foi construído na Inglaterra em 1973. Passou a fazer parte da armada brasileira em 1977. Ficou em operação por mais de 20 anos. No ano de 1997 passou a ser um submarino-museu aberto à visitação pública.

Espaço Cultural da Marinha

É realmente incrível entrar num submarino e ter noção de como a tripulação vivia. Dentro dele, pudemos ver os ambiente cenográficos. 

Submarino Riachuelo - Espaço Cultural da Marinha

Elegemos o submarino como a melhor das atrações do Espaço. Meu filho achou o máximo as “portas” que encontramos dentro dele. Repare na foto abaixo, veja que para passarmos por elas precisamos nos abaixar. Achou o máximo ter que abri-las e fecha-las. Estava se sentindo um verdadeiro marinheiro. 

Repare também no corredor, veja como é estreito. O local é a casa de máquinas.  

Espaço Cultural da Marinha Rio de Janeiro

Dentro do submarino o espaço existem vários bonecos, representando a tripulação. Tem o camarote do comandante, o banheiro, a cozinha, o armamento que usavam, entre várias outras coisas. Dá para termos uma noção de como viviam por lá. 

Espaço Cultural da Marinha

Gostamos demais de conhecer um submarino. E não foi só meu pequeno que gostou não, todos nós adoramos. É um passeio que agrada pessoas de todas as idades. 

Navio-Museu Bauru

Esse navio foi construído nos EUA  e lançado ao mar em 1943, passando a fazer parte da Marinha do Brasil em 1944 e recebeu o nome de Bauru para homenagear a cidade de mesmo nome no Estado de São Paulo. A NAU prestou serviços por quase 40 anos. No ano de 1982 virou um navio-museu e foi aberto à visitação pública.

Navio Museu Bauru

Na foto abaixo você pode ver meu pequeno entrando a bordo do navio. Ele achou o máximo. Logo que entramos fomos para um computador interativo, contando acontecimentos sobre a II Guerra Mundial. 

Espaço Cultural da Marinha

Em seguida fomos conhecer o dormitório dos marinheiros, os armamentos e muito mais. 

Espaço Cultural da Marinha

Andar pelo navio foi muito gostoso, uma experiência bem diferente. Fora a vista maravilhosa que é possível ter de lá. 

Helicóptero-Museu Sea King

Esse helicóptero é utilizado por Marinhas do mundo inteiro para identificar ameaças submarinas. Ideal para operações de salvamento. Equipado com sonar ele também pode ser armado com mísseis para atacar navios.  Ainda existem muitos deles à serviço da Marinha do Brasil.

Helicóptero-Museu Sea King

No segundo dia de nossa visita o helicóptero estava aberto e o Biel pode entrar e ver como é um helicóptero de guerra por dentro. Ficou super empolgado. 

Nau dos Descobrimentos

Que tal voltar ao passado e descobrir com eram as viagens nos tempos das grandes navegações? Esta é a proposta da Nau dos Descobrimentos, que abriga uma exposição sobre a vida a bordo no final do século XV e início do século XVI.

Nau dos Descobrimentos

Infelizmente não pudemos entrar na Nau em nenhum dos dias que estivemos no Espaço Cultural. Agora já temos um bom motivo para voltar, né?

Ilha Fiscal

Que tal visitar o cenário do evento conhecido como o Último Baile do Império? Foi na Ilha Fiscal que ele aconteceu, alguns dias antes da Proclamação da República. O “castelinho” como é conhecido, é uma das principais atrações turísticas do Rio de Janeiro. 

Infelizmente não deu tempo de fazermos esse passeio. Mas a Carol do blog Viajar Correndo foi até lá e fez um post contando tudo, veja o post Ilha Fiscal.

Esse passeio é feito de quinta a domingo e em feriados e dura em média 2 horas. Para confirmar o horário do passeio, acesse Marinha

Informações:

Site: Marinha

Endereço: Av. Alfred Agache s/no, Praça XV, Centro.

Horário de Funcionamento: De terça a domingo, das 12 às 17:00. A bilheteria fecha 30 minutos antes. Em virtude do Espaço ser um local aberto, exposto ao tempo, por motivo de segurança será fechado ao público em caso de fortes chuvas.

Valor: Às terças-feiras a entrada é gratuita.

  • Espaço Cultura da Marinha: R$ 10,00 para adultos e R$ 5,00 para menores de 21 anos, maiores de 60, estudantes, militares e dependentes, professores, portadores de necessidades especiais. 
  • Ilha Fiscal: Inteira R$ 30,00 e meia entrada R$ 15,00. 
  • Passeio Marítimo: Inteira R$ 30,00 e meia entrada R$ 15,00
  • Quem  comprar o ingresso para o passeio marítimo ou para Ilha Fiscal, tem direito de visitar o Espaço Cultural da Marinha.
  • O ingresso será cobrado na entrada do ECM e dará direito a visitar todas as atrações, exceto a Ilha Fiscal e o Passeio Marítimo, os quais possuem ingressos individualizados.

Como chegar:

  • de metrô: a estação mais próxima é a Carioca, mas tem também a Uruguaiana
  • de VLT: Linha 2 e descer na estação Praça XV 
  • de UBER: de Copacabana até lá fica em média R$ 25,00. Se quiser saber o preço, acesse UBER e descubra. Se ainda não é cadastrado no aplicativo, faça já seu cadastro, utilize o código bemw6wdbue e ganhe R$ 10,00 de desconto em sua primeira corrida.

Gostou da Dica? Então acesse o Facebook e curta nossa página!

Talvez você se interesse por nossos outros posts: Dica de Hotel Em Copacabana no Rio de JaneiroUm Passeio pelo Boulevard Olímpico Diferente do TradicionalMeus Museus Favoritos – Museus Imperdíveis para CriançasComo Comprar o Ingresso para o Pão de Açúcar e Outras Dicas

Se gostou deste Post ou de outros e vai Viajar, faça sua Reserva de Hotéis ou Compre sua Passagem na Guia de Passagens e Hotéis, pois você não paga nada a mais e ainda ajuda nosso site a continuar dando boas dicas de viagens!

Booking.com

Contadora de números e de histórias, funcionária pública, que encaixou em sua rotina maluca seu novo hobby: escrever um blog. Ficou viciada em viagens há três anos quando fez uma viagem inesquecível para a Europa e de lá pra cá não conseguiu mais parar de viajar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Tem Alguma Dúvida? Gostou? Então Fale Com a Gente:

20 Comentários

  1. Casa de Doda disse:

    Ai que legal! Sou apaixonada por histórias da Marinha e de tudo que envolve esse mundo. Acho que em outra vida fui um peixe (ou uma caravela ahahahah). Que passeio bacana. E o teu pequeno curtiu horrores né? A cara dele de feliz está o máximo. Beijos

  2. que experiência, deve ser interessante conhecer um submarino por dentro, esse com certeza seria um passeio que faria!

  3. Gente, que loucura! Eu adoraria entrar num submarino de verdade! Legal demais 🙂 Na minha próxima visita ao rio visitarei o Espaco Cultural Marinha com certeza (espero que seja logo!)

  4. Marcio disse:

    Que legal! Super interessante. Parabéns

  5. Gisele Rocha disse:

    Que maneiroooo!!! Eu sempre quis entrar em um submarino e não tinha noção de que isso era possível. Eu vou!

  6. Deve ser espetacular entrar num submarino! Que boa experiência descreves aqui, para mim era optimo porque sou um fã de história militar. Obrigado pela partilha!

  7. Viviane Carneiro disse:

    Esse passeio é muito interessante. Levei meu sobrinho de 11 anos e ele adorou. Vale muito a pena. Bjs

  8. Oi Carol!!!! Uma pena que a maré não deixou vocês visitarem a Nau do Descobrimento. Mas, como você mesma disse, é um bom motivo para voltar! Eu também nunca consegui visitá-la, acredita? He he he…
    Em relação ao submarino, gostei da experiência. No entanto, fico imaginando como não deve ser nada agradável trabalhar horasssss dentro de um deles, né? Tudo bem que a gente se adapta a tudo na vida, massss…
    Muito obrigada por citar o post sobre a Ilha Fiscal. Espero que ajude os seus leitores no planejamento da visita a esse local com tanta história interessante…
    Abraços,
    Carolina

    • Carol Miranda disse:

      Carolina, que bom que gostou do post. Concordo com você que não deve ser nada agradável trabalhar dentro deles por horas. Eu mesma não conseguiria nunca, mas para visitar é uma ótima opção. Espero voltar e conseguir explorar todas as atrações do local. Bjs

  9. Que massa!!!! Eu adoraria entrar em um submarino, ver como é por dentro e um pouco do funcionamento. Se eu ia ficar na maior felicidade, bem posso imaginar como não deve ter ficado o pequeno! rsrs

    Pena não terem podido entrar na nau: deve ser uma viagem deliciosa voltar a este passado, sem sair do presente! 🙂

  10. Fabia Fuzeti disse:

    Que legal! Não sabia que tinha um submarino ali. Deve ser muito legal visitar! E são muitas coisas para visitar na área, né?

  11. Alessandra disse:

    Nem acredito que ainda não conheço o Rio de Janeiro, adorei estas dicas, tudo anotado aqui para quando for até lá.